Social

definição de maternidade

A maternidade é a experiência pessoal que algumas mulheres têm em algum momento da vida ao dar à luz seus filhos. A maternidade marca uma virada na vida das mães que, após a chegada do filho, mudam suas prioridades de vida.

Essa mudança é produzida além da importância desse fato, pela responsabilidade de ter um filho pequeno para cuidar. Há pessoas que desde cedo sabem muito bem que gostariam de constituir família.

E no caso de não conseguirem realizar o sonho de ter um filho, precisam realizar uma espécie de processo de luto, fechando a porta para uma possibilidade tão íntima e vocacional.

O instinto maternal não é universal

Também há mulheres que não experimentaram esse instinto maternal em nenhum momento da vida. Cada pessoa é única e irrepetível, portanto, existem muitos caminhos diferentes que levam à felicidade.

A maternidade é um aprendizado, ou seja, nenhuma mulher descobre o que significa ser mãe até que vivencie essa experiência na primeira pessoa e inicie uma etapa de novas responsabilidades em que tem menos tempo para si.

A maternidade é uma experiência que vai além da idade, ou seja, o vínculo que existe entre mãe e filho é marcado pelo instinto protetor que a mãe sempre tem para com o filho, mesmo quando ele já está crescido e pode tomar suas próprias decisões.

Um instinto protetor que se caracteriza pelo amor incondicional, generoso e ilimitado que toda mãe sente pelo filho. É sobre o amor altruísta que nutre a autoestima da criança por meio dessa aceitação e cuidado incondicional.

O instinto protetor

A relação entre mãe e filho também evolui com o tempo. A criança idealiza a mãe, porém, o adolescente tende a marcar um distanciamento maior, vivencia uma fase de autodescoberta em que busca mais o seu espaço, buscando a integração em um grupo de amigos.

A maternidade é uma experiência de vida que algumas mulheres vivem, mas nenhuma mulher deve reduzir toda a sua essência à maternidade. Por exemplo, é importante reforçar o hábito de manter amizades.