Ciência

definição de ciência factual

O conhecimento científico é normalmente dividido em dois grandes blocos, ciências formais e ciências factuais. As primeiras são todas aquelas disciplinas de natureza abstrata e que não tratam de fatos, como matemática e lógica. Os segundos são aqueles que se referem a fatos empíricos ou factuais.

Considerações gerais

Biologia, história, química, psicologia ou geologia são disciplinas factuais ou empíricas, visto que em todas elas se estudam fatos ou dados concretos.

A biologia estuda a estrutura simples da matéria (a célula) e como essa unidade básica se desenvolve para formar os organismos vivos.

A história se refere a algo concreto, o conjunto de eventos históricos. A química se concentra nos mecanismos moleculares que constroem a realidade.

A psicologia estuda o comportamento humano.

Finalmente, a geologia descreve os fenômenos que ocorrem nas diferentes camadas da Terra.

Consequentemente, essas disciplinas são factuais porque seu objeto de estudo é algo concreto, objetivo e mensurável.

Eles têm como referência algum tipo de fenômeno real. Em outras palavras, humanos, animais ou moléculas são realidades observáveis.

Os fenômenos reais podem ser explicados, previstos, classificados ou descobertos. Nesse sentido, as ciências factuais estão sempre relacionadas à experiência.

Ciências factuais versus ciências formais

Uma fórmula matemática é válida independentemente da experiência. No entanto, toda formulação matemática é aplicável a fenômenos reais. Um raciocínio lógico é um conjunto de axiomas e signos que nada têm a ver com a realidade material ou com a dimensão temporal dos eventos, mas é uma estrutura formal que pode ser projetada em todos os tipos de realidades.

As ciências formais são aplicáveis ​​ao mundo empírico e, em paralelo, o empírico é explicável por meio de uma linguagem formal.

As hipóteses da matemática são testadas a partir de provas, enquanto as hipóteses de qualquer disciplina factual são testadas a partir de alguns dados empíricos. O critério de verdade da matemática é a coerência interna de um raciocínio ou teorema e o critério de verdade de uma ciência empírica é baseado na evidência dos fatos.

Em resumo, nas ciências formais o raciocínio é demonstrado (por exemplo, o teorema de Pitágoras) e nas ciências factuais as leis são confrontadas com uma parte da realidade (por exemplo, as leis da herança genética são aplicáveis ​​a todos os organismos vivos).

Foto: Fotolia - radub85