meio Ambiente

definição de berçário

O viveiro é uma infraestrutura agrícola para a produção de plantas, que podem ser florestais, frutíferas ou ornamentais. Cada tipo de viveiro tem um objetivo específico. O viveiro florestal é utilizado principalmente para a produção de madeira. Os viveiros de árvores frutíferas são voltados para a obtenção de frutos. Os tipos ornamentais estão focados na decoração de jardins, parques ou espaços internos urbanos.

O projeto de um viveiro de plantas

O primeiro aspecto a ser considerado é a escolha do espaço e sua localização. Esse aspecto é relevante, pois dele depende uma série de questões: a distância até o destino final das plantas, a disponibilidade de mão de obra, o clima, as características do solo, o recurso hídrico ou a exposição à luz. Cada um desses aspectos é vital para a otimização de um viveiro. Por outro lado, ao projetar um viveiro é necessário definir o tamanho mais adequado para este tipo de instalação.

Outros tipos de viveiros

Embora os viveiros de mudas sejam os mais comuns, não se deve esquecer que também existem outras modalidades. Devido às limitações da pesca, foram criados viveiros para peixes, crustáceos ou mesmo para a produção de vermes ou algas para a indústria farmacêutica. Existem também viveiros de caracóis, também conhecidos como incubatórios.

Em todas as suas formas e variantes, estas instalações têm um objetivo comum: otimizar a produção de forma que não dependa dos fatores naturais tradicionais.

Viveiros em negócios

Uma incubadora de empresas é uma infraestrutura cujo objetivo é facilitar a atividade empresarial dos empresários. É necessário ter em conta que os empreendedores iniciam a sua atividade com recursos limitados e para que possam ter uma plataforma eficaz e útil, são criados esses espaços.

Porém, as incubadoras de empresas são mais do que um espaço físico com escritórios, linhas telefônicas, salas de reunião e móveis, pois costumam incorporar outros serviços complementares, como assistência comercial ou apoio de órgãos públicos.

No mundo dos negócios, os viveiros também são conhecidos como incubadoras. Independentemente do nome, nestes recintos tenta-se criar um clima de inovação. Desta forma, incentiva-se o surgimento de novas empresas e contribui para a criação de empregos. Uma classificação de incubadoras de empresas seria a seguinte: as promovidas pelo setor público, as corporativas e as que combinam o público com o privado.

Fotos: iStock - Leonardo Patrizi / michaelpuche