direito

definição de concessão

Conceder algo a alguém

Em seu sentido mais amplo, o termo concessão se refere à ação e ao resultado de conferir algo a alguém.

Quando alguém concede algo a outro, quase sempre envolve recuar em uma decisão tomada em tempo hábil, por exemplo.

Se alguém perceber que em certo assunto estava errado, ou tomou uma decisão errada, então ele pode corrigir esse erro concedendo algum benefício, certo, a quem prejudicou naquele fato.

Além disso, a concessão que alguém decide pode ser motivada pela decisão de flexibilizar uma posição limite, embora, normalmente, seja dada uma concessão x, para evitar problemas, discussões, mas a posição que é mantida é deixada clara e essa concessão é dá para agilizar ou ajudar em qualquer situação x que o exija. "Por hoje faço a concessão que você saia com seus amigos, mas amanhã e depois de amanhã você fica em casa para estudar para o exame."

Contrato concedido pelo governo a empresas para gestão de espaços públicos ou bens

Por outro lado, a concessão também passa a ser o contrato através do qual o governo concede às empresas, ou na sua falta a particulares, a gestão e exploração de determinados bens públicos.. "A empresa francesa ganhou a concessão para administrar a mina."

À medida que o modelo econômico neoliberal se espalhava pelo mundo, boa parte das empresas públicas, especialmente as deficitárias, foram concessionadas a empresas privadas, em uma etapa anterior à sua privatização, para testar seu funcionamento em condições privadas.

O objetivo da concessão será a administração de bens públicos, através da utilização, exploração, construção de obras, entre outras alternativas, dos bens que se encontram no domínio público do poder público da atualidade, de forma a prestar aos cidadãos os serviços considerados essenciais para o seu bem-estar, como luz, gás, telefone, tratamento de esgoto, entre outros.

O controle das concessões públicas dependerá das comissões de serviço público criadas com a única missão de zelar pela segurança das pessoas e do patrimônio; A razão da regulamentação se deve ao fato de a concessionária criar uma espécie de monopólio e, então, na ausência de livre concorrência, será necessário estabelecê-lo por meio de regras que garantam aos consumidores um serviço bom e barato.

Este tipo de ação pode ser uma boa opção para aquelas administrações públicas que não dispõem de recursos próprios e condições para poderem explorar determinados espaços públicos, então, recorrer a uma empresa privada que garanta o atendimento das demandas e necessidades é um muito bom alternativa ao cumprimento do Cidadão, e também do Estado, será recompensado pela empresa e esse dinheiro poderá ser usado para desenvolver e resolver áreas sensíveis.

Abandono de uma ideia ou opinião

Além disso, a palavra concessão é geralmente usada quando você deseja dar conta do abandono de uma posição ideológica, uma opinião ou atitude que foi mantida. "Embora Laura seja permeável, quanto à venda de seu imóvel, ela não está disposta a fazer qualquer tipo de concessão."

Economia: contrato que uma empresa assina com outra

PARA instâncias da Economia uma concessão acaba sendo o contrato que uma empresa assina com outra ou com um indivíduo, concedendo a este o direito de vender e administrar seus produtos sob certas condições que serão acordadas. "A concessão de nosso negócio no litoral durante o verão foi um sucesso retumbante."

Figura retórica: oferecendo um argumento encoberto

E, por fim, a concessão é uma figura retórica frequentemente utilizada por autores, escritores, que consiste na simulação pela qual se defende uma opinião contrária àquela que querem defender na realidade. A missão com ele é dar maior credibilidade aos argumentos utilizados.

Em outras palavras, oferece um argumento disfarçado, usa uma frase que para ser compreendida deve ser contextualizada porque o verdadeiro significado é contrário ao que se pensa à primeira vista.

Para lhe dar mais força, os autores a acompanham com muita ironia e malícia, oferecendo assim mais ferramentas ao público ou leitor para que a compreenda e decodifique com eficácia, ou seja, a exigência de uma posição ativa por parte do receptor para ser capaz de descobri-lo com eficácia., ser capaz de reconhecer aquela mensagem oculta que o autor em questão queria nos transmitir.