Ciência

definição de axioma

Na linguagem, o axioma é definido como uma frase ou ideia que é autoevidente e, portanto, não precisa de nenhum tipo de verificação para reafirmá-la ou negá-la. É o caso de uma frase como "Juan é Juan". Os axiomas são usados ​​em diferentes áreas, mas são especialmente úteis para ciências como matemática ou lógica, pois servem como base para qualquer tipo de estudo ou análise mais complexa.

Os axiomas são talvez os elementos mais importantes de uma investigação científica, seja ela qual for, porque são eles que supõem uma verdade indiscutível (estabelecida em seu conteúdo e impossível de negar por si mesma) a partir da qual todos os tipos podem continuar a ser realizados. .de inferências ou suposições que, posteriormente, devem ser verificadas ou negadas. Os axiomas atuam então como gatilhos do processo científico, pois sem eles não haveria nenhuma verdade anterior por onde começar. Tradicionalmente, esse sistema é dedutivo, uma vez que uma possível regra científica é deduzida de uma verdade axiomática pré-existente.

Para melhor compreender esta noção de que existe uma verdade indubitável ou invariável, pode-se acrescentar que o termo axioma vem do grego axios. Esse termo, por sua vez, significava a noção de "o que é justo ou correto", razão pela qual o axioma é aquilo que, por ser correto, não precisa de prova ou verificação.

É importante, então, apontar que os axiomas são verdadeiras formas de linguagem e lógica, pois, independentemente de seu conteúdo ou da interpretação que lhe é dada, a estrutura formal permanece e sempre supõe algo evidente ou explícito. Desta forma, eles são algumas das formas lógicas mais simples e básicas porque uma maior complexidade significaria mais espaço para questionamento ou negação.