Social

definição de megalópole

O termo megalópole é um termo relativamente recente que é usado para designar grandes áreas urbanas com grande número de população. Ao contrário do que se possa pensar, o conceito de megalópole normalmente engloba várias cidades vizinhas que, somadas, representam uma importante contribuição para o movimento populacional e econômico da região em que estão inseridas. As megacidades mais conhecidas são, por exemplo, as do leste dos Estados Unidos (onde fica Nova York), Tóquio e São Paulo.

Para que uma região ou grupo de cidades seja considerada uma megalópole, um dos principais elementos que deve caracterizá-la é a presença de mais de 10 milhões de pessoas, o que já fala de um número de habitantes muito superior à média de uma cidade. Nesse sentido, algumas poucas cidades podem chegar a esse número sozinhas, enquanto outras o conseguem acrescentando ao seu território as periferias, o que pode significar ora uma melhor qualidade de vida e ora pior. Por exemplo, a cidade de Nova York nos Estados Unidos tem uma população de 8 milhões de pessoas, mas se as áreas metropolitanas forem adicionadas a isso, o número é maior. Ao contrário, a cidade de São Paulo no Brasil já tem onze milhões de habitantes sozinha, cifra que sobe para 19 milhões se for incluída a região metropolitana.

As megacidades são um fenômeno profundamente atual devido ao importante aumento populacional que a humanidade experimentou durante o século XX e o início do século XIX. Isso tem a ver com melhorias tecnológicas e avanços na medicina que fazem grande parte da população viver mais, ao mesmo tempo que a transição do meio rural para o urbano surge como uma característica típica do nosso tempo pelas melhores oportunidades de trabalho, culturais. diversidade e melhores condições de vida. Assim, enquanto em alguns países, embora grande parte do território seja escassamente povoada, as cidades concentram grande parte da população total do espaço.