Ciência

definição de pós-operatório

É conhecido como pós-operatório o período de tempo que decorre do momento em que uma cirurgia é concluída até que o paciente se recupere totalmente.

Esse período é dividido em três fases: pós-operatório imediato, pós-operatório mediato e pós-operatório tardio.

Pós-operatório imediato

Corresponde às primeiras 24 horas após a cirurgia. Essa fase é crítica, pois o corpo passa por uma série de mudanças devido ao estresse cirúrgico. Eles estão relacionados principalmente a variações em alguns hormônios, que podem levar ao desenvolvimento de retenção de líquidos e diminuição da função intestinal.

Nessa fase, podem ocorrer complicações diretamente relacionadas ao procedimento realizado durante a cirurgia, principalmente sangramento.

Como regra geral, o paciente deve permanecer internado, e sob supervisão rigorosa, durante o pós-operatório imediato, para ser avaliado continuamente para a identificação de qualquer alteração em tempo hábil. Algumas cirurgias exigem que o pós-operatório seja concluído em uma unidade de terapia intensiva, principalmente procedimentos neurocirúrgicos, cirurgia cardiovascular e transplantes.

As cirurgias ambulatoriais são intervenções com riscos mínimos, nas quais o paciente recebe alta após a recuperação da anestesia, de forma que o pós-operatório imediato ocorre em casa.

Mediar pós-operatório

Nessa fase, varia de 24 horas a 7 dias após a cirurgia. A principal complicação que pode ocorrer no pós-operatório mediato é o aparecimento de infecções. Durante este período, a função do sistema digestivo é reativada. Também é possível que existam algumas manifestações de danos a órgãos produzidos por condições como desidratação e desequilíbrios eletrolíticos, que podem ocasionar situações como insuficiência renal aguda, quando não são adotadas medidas de prevenção, pode-se associar o fato de manter o paciente acamado com o desenvolvimento de complicações como trombose venosa.

Pós-operatório tardio

Nesta terceira fase, que vai do sétimo dia até um mês após a cirurgia, as várias funções já foram reativadas, então a única coisa pendente é que termine o processo de cicatrização da pele interna e da ferida. Nessa fase, geralmente é recomendado permanecer em repouso, evitando esforços físicos que possam levar à deiscência das suturas, que no caso de cirurgias abdominais acarreta complicações como a eventração.

Recomendações a seguir durante um período pós-operatório

Após a cirurgia é importante fornecer as condições para uma recuperação completa do paciente. Para tanto, é necessário observar as seguintes recomendações:

• Cuidando bem da ferida, ela deve ser mantida seca e coberta. Seu médico pode lhe dizer como fazer as curas e com que freqüência. Evite molhar a ferida durante o banho, pois isso pode infeccionar.

• Evite esforços, após a cirurgia é possível que os tecidos fiquem lesionados, tornando-os mais vulneráveis ​​aos esforços físicos ou rotinas exaustivas. Planeje bem suas cirurgias e considere a possibilidade de que a recuperação demore mais do que o previsto inicialmente.

• Cuide bem da alimentação, é possível que após uma intervenção alguns alimentos fiquem restritos, como grãos, laticínios ou alimentos que causam gases que podem distender a barriga e causar desconforto após a cirurgia abdominal. Também é importante comer alimentos que o ajudem a evacuar com mais facilidade.

• Tome os medicamentos indicados, é importante cumprir os medicamentos com formalidade e pelos períodos estabelecidos, os medicamentos usados ​​no pós-operatório são indicados para o alívio da dor, bem como prevenir complicações como infecções e retenção de líquidos.

• Evite ficar na cama. Muitos cirurgiões recomendam começar a se mobilizar e até caminhar poucas horas após a cirurgia, isso é benéfico para ajudar a recuperar a motilidade do intestino, reduzir o inchaço das pernas e até prevenir o aparecimento de trombose nas veias das pernas.

• Siga quaisquer instruções adicionais do médico. Cada pós-operatório é diferente, pois depende diretamente da cirurgia que foi realizada. Seu médico pode alertá-lo sobre algum desconforto que você pode sentir e por quanto tempo isso pode ser considerado normal. Fique atento aos sintomas de alerta que eles lhe indicam e em que casos deve chamar o médico.

Fotos: Fotolia - Alisseja / Lydie