Ciência

definição de alelo

No contexto de biologia, uma alelo acaba por ser cada uma das formas alternativas que um gene apresenta, que ocupa a mesma posição em cada par de cromossomos homólogos, difere em sua sequência e pode se manifestar em modificações específicas da função daquele gene.

O termo alelo tem origem no de alelomorfo, na forma de alelos, o que equivale a dizer que é algo que ocorre de maneiras diferentes em uma população de indivíduos.

No caso dos mamíferos, muitos dos quais se revelam diploides (têm dois conjuntos de cromossomos), eles têm dois alelos de cada gene, um que virá do pai e o outro que virá da mãe. Cada par está localizado no mesmo lugar no cromossomo.

O alelo também deve ser entendido como o valor de domínio que é atribuído a um determinado gene quando ele compete com outro gene pela ocupação da posição final nos cromossomos, uma situação que ocorre durante a separação na meiose celular ou reprodução celular.

Então, o valor dominante do alelo é que a transmissão se tornará a mesma ou diferente da cópia do gene procriado.

Dependendo da potência, um alelo pode ser dominante na situação e, portanto, se expressar na criança com apenas uma das cópias procriadoras, com a qual se a mãe ou o pai o possuirem, a criança o expressará sem dúvida sempre. Ou, ao contrário, podemos estar diante do caso de um alelo recessivo, para o qual serão necessárias duas cópias do mesmo gene, ou seja, dois alelos para que apareça expresso no cromossomo procriado.

Entre os tipos de alelos, encontramos então o alelo dominante e o alelo recessivo.