religião

definição de venerar

Palavra venerar expressa o ação de respeitar muito alguém, ou algo, pelas qualidades que apresenta, ou por suas virtudes que também são dignas de elogio e apreço.

Mostre a algo ou a alguém respeito ou apreço pelas qualidades ou virtudes que possui

Embora a ação normalmente vise a veneração de questões que estão ligadas ao espiritual e religioso, a palavra também costuma ser aplicada quando se quer expressar a enorme admiração que uma mulher ou um homem pode despertar pela sua beleza física ou capacidade intelectual. , entre outras qualidades. "Juan não faz outra coisa senão venerar sua mãe, porque ela o resgatou da rua e lhe deu uma bela casa. A beleza de Maria é digna de veneração.”

Neste último caso, devemos dizer que claramente a subjetividade da pessoa influenciará a determinação da veneração; Se for alguém movido principalmente pelo físico, tenderá a venerar alguém justamente por sua beleza, enquanto se estiver especialmente interessado nas questões da alma, ou espiritual, sua veneração se concentrará nesses aspectos.

Religião: culto ao sagrado

Enquanto isso, no campo da religião, o termo em questão é de especial importância, uma vez que se refere ao culto que um fiel, crente em determinada doutrina religiosa, torna sagrado, entendendo pelo sagrado certas figuras, objetos, personalidades, entre outros.

A veneração dos santos na fé católica implica compromisso e entrega absoluta

A pedido do Religião Apostólica Católica Romana e Ortodoxa, para citar apenas algumas crenças, acaba sendo uma prática recorrente veneração dos santos, ou seja, daquelas pessoas que, pelas magníficas ações que realizaram em vida, milagres, obras de caridade, entre outras, passaram à imortalidade, e foram beatificadas pela Igreja, ou seja, a instituição eclesiástica oficialmente as reconheceu como santos.

Entre os casos mais proeminentes e notáveis, o Virgem Maria, Mãe de jesus, que é um dos santos da religião católica que recebe mais veneração entre os fiéis católicos em todo o mundo.

Assim, para que os fiéis possam venerar eficazmente os seus santos, encontram-se, nas igrejas, nos casos mais marcantes, figuras que representam as suas feições físicas, e também alguns sinais e objectos que as realçam.

Os devotos fiéis de um santo realizam a veneração deste na casa religiosa correspondente, e quando sua festa é comemorada, ele vai até ela, com alguma oferenda floral ou outra, para estar perto dele, rezar e demonstrar seu absoluto compromisso.

Existem pessoas que têm grande devoção a uma figura, e então, em nome desse amor incondicional, são capazes de realizar atos de entrega absoluta, nos quais fazem algum tipo de sacrifício.

Por exemplo, pessoas que viajam longas distâncias em homenagem à figura que adoram.

Um dos casos mais emblemáticos desse tipo de evento é vivido na República Argentina, onde, quando chega o mês de outubro, os fiéis católicos fazem a popular peregrinação à cidade portenha de Luján, onde se ergue a basílica que ali se ergue. a Virgem de Luján.

A peregrinação dos fiéis costuma começar desde a capital federal do país, e desde outras localidades e províncias, e marcham durante a noite e de madrugada para poder chegar de madrugada à famosa basílica, participar na missa em comemoração da Virgem e, claro, aproximar-se da sua imagem para poder rezar e agradecer-lhe.

Veneração dos símbolos e heróis do país

Por outro lado, é recorrente a veneração que se dispensa aos símbolos nacionais, patrios, de uma nação, como é o caso da bandeira, do escudo, do hino, ou de qualquer outro costume associado à história nacional.

E sem falar na veneração que é destinada aos chamados heróis do país, que geralmente são aqueles indivíduos que deram suas próprias vidas em busca da realização da liberdade daquela nação.

O termo em questão apresenta uma importante variedade de sinônimos, entre os quais se destaca o de adorar qual é sem dúvida a que mais aplicamos no seu lugar quando é necessário.

Porque admirar é também esbanjar uma estima notável em algo ou alguém.

O conceito que se opõe à veneração é desprezar, porque supõe o contrário, ter pouca estima por alguém ou algo.