Social

definição de reciprocidade

Quando você fala sobre reciprocidade será porque existe uma correspondência, uma troca mútua, ou seja, "que vai e vem", seja entre indivíduos ou entre coisas. A reciprocidade é uma qualidade inerente a uma ação que envolve duas ou mais pessoas. Por exemplo, a amizade Só ocorre quando realmente existe a vontade e o compromisso recíproco da parte de duas pessoas para cultivar esse vínculo de amor. Se um quer cultivar esse relacionamento, mas o outro age com indiferença, então não há reciprocidade, mas individualidade.

O amor também é um vínculo que só é possível a partir do sentimento de reciprocidade que dá o tom para dar e receber.

Caso contrário, o relacionamento morre porque não há projeto compatível. Quando o conceito é aplicado em relação a pessoas, normalmente, é feito com a missão de indicar a reciprocidade de sentimentos. Assim, quando um casal se ama profundamente, dir-se-á que existe uma reciprocidade de amor e o mesmo termo será utilizado quando os sentimentos não forem tão positivos, por exemplo, duas pessoas se detestam, mas a mesma palavra será ser usado para mostrar que a antipatia é manifestada por ambos.

Gente, como se houvesse uma norma que o estabeleça, tacitamente, claro, tendemos a ser afetuosos e afetuosos com quem é carinhoso conosco, e o mesmo acontece ao contrário, quando alguém é violento ou agressivo conosco, costumamos responder a eles da mesma maneira. Ou seja, é natural e tipicamente humano sermos amorosos e companheiros de quem assim se manifesta, gerando uma clara reciprocidade tanto no sentimento quanto no trato.

Em termos mais simples, as pessoas tendem a se comportar com o outro com base no tratamento ou carinho recebido na hora certa. É por isso que um bom tratamento, uma comunicação fluente e o fato de estar sempre presente e próximo quando necessário são tão importantes em qualquer relacionamento que se preze. As relações interpessoais se alimentam justamente disso, de uma viagem de ida e volta entre os envolvidos, hoje para você e amanhã talvez para mim.

Relações recíprocas também no trabalho

Do ponto de vista empresarial, o ideal é que a empresa aposte no trabalhador, oferecendo os meios necessários para valorizar o talento e, por sua vez, o trabalhador se envolva emocionalmente com a organização, gerando uma reciprocidade também presente. na rede. Ao nível da empresa existe uma troca de bem-estar. O trabalhador oferece seus serviços e, em troca, ganha um salário mensal por sua tarefa.

O sentimento pode ser recíproco não só positivamente, ou seja, quando duas pessoas se gostam com sua companhia, mas também, essa circunstância pode ocorrer na experiência oposta. Por exemplo, quando duas pessoas não se suportam.

A reciprocidade é um ingrediente muito importante na felicidade do relacionamento. Isso deve lembrá-lo de que você pode assumir suas próprias ações, no entanto, não pode decidir pelos outros. A reciprocidade nos abre para a alteridade. E quando sentimos que alguém nos retribui com seu afeto da mesma forma, então, experimentamos um dom da vida que não nos é dado em tantas situações de solidão ou individualidade.

A reciprocidade se refere ao equilíbrio que existe em uma relação quando há uma proporção entre o gesto de dar e receber

O que acontece quando uma pessoa se envolve excessivamente em um relacionamento que não retorna as mesmas satisfações é que ela se desgasta.

Troca na economia

Em outro sentido, é o caso do antropologia, o conceito que nos preocupa é utilizado apenas para designar essa modalidade de troca de produtos e trabalho em mercados informais.

Do ponto de vista econômico, existem sistemas concretos que mostram visualmente a importância da reciprocidade, por exemplo, a troca. Uma pessoa oferece algo em troca do que a outra oferece por meio de uma troca de bens ou serviços que promovem a economia colaborativa.