em geral

definição de dica

Um indício é aquele que nos permite inferir ou saber a existência de algo que não é percebido no momento.

Sinal, traço que resta e que nos permite inferir ou tirar conclusões sobre um fato

De acordo com os estudos realizados pela lógico e filósofo Charles Sanders Peirce, o signo é um signo que será determinado por seu objeto dinâmico como consequência da relação que mantém com ele. O signo é um dos três níveis que o signo apresenta; está imediatamente relacionado ao objeto denotado, como, por exemplo, o aparecimento de um sintoma de uma doença, o movimento de um cata-vento em uma determinada direção, que nos dirá a direção do vento naquele momento.

A chave a seguir sempre para a resolução de casos criminais

No campo de criminologia, o termo indicação ocupa um lugar preferencial, pois evoca um sinal aparente e provável da existência de algo e ao mesmo tempo é sinônimo de sinal, de indicação. É por isso que um indício, nessas circunstâncias, será todo material sensível e significativo que possa ser percebido pelos sentidos e que esteja relacionado ao fato criminal sob investigação.

A polícia, que normalmente se encarrega de investigar os crimes assim que ocorrem, é precisamente a encarregada de monitorar e determinar cada um dos dados, marcas, impressões digitais, que ficam gravados na cena do crime e cujo estudo e análise permitem chegar aos perpetradores ou autor dos crimes sob investigação.

Traços físicos são aqueles que os pesquisadores acompanham principalmente, por exemplo, pegadas, impressões digitais em um objeto, cabelos no chão, entre outros; Todos estes elementos serão submetidos a uma análise exaustiva para se poder abordar a resolução do caso.

Diz-se que os crimes perfeitos não existem e quase sempre acaba encontrando alguma pista que permita encontrar o autor dos fatos.

O mesmo acontece com objetos ou sujeitos perdidos, a polícia, ou quem realiza a investigação do paradeiro, incidirá sobre todos os indícios e fatos a eles relacionados, no momento imediatamente anterior ao seu desaparecimento, com a missão de obtendo dados que permitem chegar mais perto de sua descoberta.

Vamos pensar em um naufrágio, a descoberta do barco ou parte dele nas águas será uma pista a seguir para encontrar sobreviventes próximos a ele.

A importância da tecnologia na investigação criminal

Não podemos ignorar o impacto que o desenvolvimento da tecnologia tem hoje no árduo caminho para encontrar pistas.

Um celular pode ser uma caixa de Pandora quando se trata de rastrear um crime ou o desaparecimento de uma pessoa, já que, ao avaliá-lo, podem ser obtidos dados como: com quem a vítima falou pela última vez, qual foi o programação de sua última conexão com a internet, entre outros.

Por outro lado, no campo do entretenimento, existem os jogos popularmente conhecidos como enigmas, que se caracterizam justamente por apresentar várias pistas para que os jogadores possam desvendar o enigma.

A influência dos sentidos na sua percepção

Por se tratar de um material sensível, entendemos que é constituído por elementos que são apreendidos e percebidos apenas a partir do uso dos órgãos dos nossos sentidos: o ouvido, os olhos, as mãos. Para maximizar a captura de material sensível, será necessário que nossos órgãos estejam absolutamente condenados ao mesmo objeto. Desta forma, evitaremos todo tipo de erros ou confusão na seleção do material a ser estudado. Comprovada sua relação com o fato investigado, ela se tornará evidência.

Tipos de evidência

De acordo com a relação que apresentam com os fatos, os indícios podem ser: sinais determinados (aqueles que precisam de uma análise detalhada à primeira vista e estão diretamente relacionados com a pessoa que os produz, como é o caso das impressões digitais nas armas) e indicações indeterminadas (São aqueles que necessitam de uma análise completa para conhecer tanto sua composição quanto sua estrutura de acordo com sua natureza física, tais como: cabelos, fibras, urina, sêmen, vômito, vestígios de sangue, entre outros).

Ainda a primeira manifestação ou a pequena quantidade de algo também é designado pela palavra indicação.

Esse sentido pode ser aplicado à descoberta de algum tipo de elemento ou material em algum lugar geográfico que não era esperado ou se pensava existir, por exemplo, aquela presença constitui um marco importante na área em questão.