comunicação

definição de desenho animado

Usamos o conceito de história em quadrinhos em nossa linguagem em dois sentidos: por um lado, qualquer história curta e divertida que alguém conta para outra é chamada de história em quadrinhos, por exemplo, “O Juan sempre vem com histórias em quadrinhos muito engraçadas”.

História narrada por meio de vinhetas ou desenhos que podem ou não conter texto

E por outro lado, sendo sem dúvida a sua referência mais reconhecida e popular, na nossa linguagem a banda desenhada é aquela da história narrada através de vinhetas ou desenhos que podem ou não conter texto e que podemos encontrar nos jornais, caso contrário, sendo uma edição autônoma de alguma editora. Também o meio de comunicação como um todo que os contém é chamado de história em quadrinhos.

Uma história em quadrinhos, no segundo uso a que nos referimos, então, serão ilustrações justapostas e outras imagens em uma sequência deliberada que terá o propósito de transmitir informações ou obter uma resposta estética do leitor. Embora, claro, esta das várias imagens seja uma proposta, podemos encontrar uma única pintura, entre outras possibilidades.

Características distintas. Influências do cinema e da literatura

Entre suas características distintivas e mais reconhecíveis está a utilização de balões nos quais o texto aparecerá, correspondendo principalmente ao diálogo ou às expressões de cada um dos personagens.

Infelizmente e erroneamente por muito tempo, o quadrinho foi considerado mais do que tudo como um subproduto cultural para o qual muitos propuseram considerá-lo como a nona arte, na clara ironia que o cinema é considerado a sétima e a fotografia a oitava.

Quando se trata de encontrar uma influência, a história em quadrinhos sem dúvida tem motivações e inspirações diretas ao cinema e à literatura.

Os quadrinhos têm sido tradicionalmente feitos no papel, embora, é claro, com o advento das novas tecnologias, a forma digital tenha dominado enormemente o campo dos quadrinhos eletrônicos, quadrinhos da web e similares. Uma história em quadrinhos só pode constituir uma tirinha de imprensa, uma página inteira desta ou de uma revista ou de um livro propriamente dito e quanto à sua exploração pode-se dizer que não houve lugar no mundo virgem dos quadrinhos, dirigindo-se ao mesmo. pluralidade de gêneros; já o profissional que se encarrega de escrever, desenhar, rotular e até colorir é conhecido pelo nome de cartunista.

Quadrinhos, Tebeo y Monitos, outras maneiras de nomear

Embora o nome de história em quadrinhos seja o nome mais difundido e difundido entre os países de língua espanhola, há alguns países em que é dado um nome mais local, como quadrinhos na Espanha e Monitos no México e Chile, embora a partir da década de 1970 o O termo anglo-saxão comediante começou a se espalhar cada vez mais nos países hispânicos.

Devemos dizer que nos países de língua inglesa o comic é conhecido como comic. Os Estados Unidos são sem dúvida uma das nações mais prolíficas nesta área do entretenimento, tendo desenvolvido e criado inúmeros quadrinhos ou quadrinhos, e ao lado dos mesmos personagens que neles estrelaram. Além do sucesso conquistado na própria casa, muitos quadrinhos norte-americanos souberam transcender fronteiras e se tornaram clássicos de outras culturas e países.

No caso específico dos Estados Unidos, tem se destacado pelo desenvolvimento dos quadrinhos de super-heróis, Batman, Superman, para citar os casos mais paradigmáticos surgidos dos quadrinhos ou quadrinhos e depois darem seus saltos estelares para a televisão e o cinema, mas ambos são produtos do mais puro cômico.

Até os dois quadrinhos coincidem no espaço temporal, pertencentes aos anos trinta do século passado e foram produtos da editora DC Comics, uma das editoras de quadrinhos mais relevantes.

Tradições

Existem três grandes tradições de quadrinhos, cada uma com seu próprio sistema de produção e distribuição: a americana, a franco-belga e a japonesa, mais conhecidas como mangá., Enquanto isso, com menos significado global, embora com fases áureas e autores. Relevantes são os Argentinos, espanhóis, ingleses e italianos.

Do exposto, pode-se inferir que esse gênero tem sido abordado em quase todos os lugares do planeta e em quase todos alcançou tremendo sucesso e disseminação.

A importância do jornal na sua difusão

Os jornais, sem dúvida, contribuíram muito para a expansão do quadrinho, pois tradicionalmente trazem nas contracapas as histórias em quadrinhos, criadas por diversos cartunistas e que têm continuidade ao longo das edições do jornal. Seus personagens acabam virando grandes personagens dentro de um mesmo jornal e o leitor aguarda ansiosamente o dia seguinte para continuar lendo os quadrinhos.